fbpx

Arqueólogos acreditam ter encontrado o local da execução de João Batista

O local também pode ter sido a pista onde Salomé protagonizou sua dança infame

Aleteia | J-P Mauro | Quinta, 07 Janeiro 2021 12:19
Arqueólogos acreditam ter encontrado o local da execução de João Batista Public Domain

Uma equipe de arqueólogos que trabalhou no local de Machaerus (ou Maquero), a fortaleza de Herodes Anitpas localizada na Jordânia moderna, acredita ter descoberto a pista onde Salomé executou sua dança infame. Se correto, o lugar também seria o local onde João Batista foi condenado à morte.

A morte de João Batista está relatada em Mateus 14 e em Marcos 6. Ambas as narrativas bíblicas explicam que o rei Herodes Antipas se casaria com Herodíades, mas os dois já haviam sido casados ​​ com outras pessoas. João Batista caiu no desgosto do rei depois que criticou publicamente suas núpcias, condenando a união pecaminosa.

Herodes Antipas, então, relutou em executar João Batista por medo de uma revolta daqueles que viam João como um profeta. E o Evangelho continua a história:

“Na festa de aniversário de nascimento de Herodes, a filha de Herodíades dançou no meio dos convidados e agradou a Herodes. Por isso, ele prometeu com juramento dar-lhe tudo o que lhe pedisse. Por instigação de sua mãe, ela respondeu: ‘Dá-me aqui, neste prato, a cabeça de João Batista'” (Mateus 14, 6-8). 

A pista de dança de Salomé

De acordo com o site LiveScience, o diretor de escavação Győző Vörös sugeriu que o pavilhão em Maquero é provavelmente o local onde Salomé dançou. Além disso, ele lembrou que a pista de dança, inicialmente descoberta em 1980, possui um pequeno nicho lateral.

Vörös está, de fato, confiante de que este nicho teria acomodado um trono, o que ele acredita solidifica sua teoria. Herodes estaria no assento que simbolizava sua autoridade enquanto observava a dança.

O anúncio causou reações diversas de especialistas. Alguns concordaram que este é provavelmente o local da execução e da dança. Outros, no entanto, sugerem que o nicho poderia ter outros propósitos, já que poderia não ser grande o suficiente para um trono.