fbpx

Um menino nasceu para nós: um filho nos foi dado!

Em tempos de pandemia e com medidas restritivas o Natal do Senhor foi celebrado na Catedral Diocesana com participação física de pessoas reduzida, mas com ações solidárias de proximidade e fraternidade com os mais necessitados.

Redação | Terça, 29 Dezembro 2020 17:46
Um menino nasceu para nós: um filho nos foi dado! Adriano Menezes, Andrea Rodrigues e Érica Viana

Um Natal solidário e de união. Esta foi à mensagem que Dom Luiz Antônio Guedes, Bispo Diocesano, enfatizou em sua homilia na noite e também no dia de Natal nas celebrações que presidiu na Catedral Diocesana Sagrada Família.

“Este é dia de confiança e de esperança, pois Deus veio habitar no meio de nós, e assim enche nos da certeza de que é possível viver o amor e a solidariedade”, pontuo Dom Luiz.

Devido às medidas restritivas e para cumprir os protocolos sanitários para contenção do coronavírus as missas tiveram participação reduzida de público e todas foram transmitidas ao vivo pelas redes sociais diocesanas.

Uma imagem do menino Jesus carregada, colocada em frente ao altar e, incensada pelo celebrante, permaneceu durante toda a celebração. 

Refletindo sobre as leituras na noite de natal, o Bispo, aconselhou: “Busquemos imitar Jesus Cristo, que sinaliza para nós e nos transmite a bondade de Deus e nos convida a segui-Lo. Deus quer contar com a nossa participação, Ele nos propõe e oferece o melhor, mas, Ele espera a nossa resposta, assim como esperou o sim de Maria. Se quisermos transformar o mundo em que vivemos, é preciso deixar que a Luz de Cristo invada a nossa vida, que Ele nos transforme, para transformemos a humanidade”.

Na missa do dia 25, Dom Luiz continuou os ensinamentos sobre o nascimento do menino Jesus. “Hoje é o grande dia em que a luz plena de Deus apareceu na terra e se uniu a nossa unidade, para fazer de nós pessoas firmes na fé, fortes na caminhada”, ponderou.

E recordando um ano difícil, marcado pela pandemia, fez questão de lembrar a preparação intensa para o advento que aconteceu em todo território diocesano através da solidariedade.

“Quero manifestar a minha alegria e a minha gratidão pela nossa diocese, pela nossa catedral, pelas paróquias próximas dela e todas as outras paróquias espalhadas pelo território da nossa diocese, porque ouve uma preparação intensa durante todo o advento, na meditação da palavra de Deus, mas também em gestos muito significativos de proximidade com o mais necessitado como nos pede o Santo Padre, o Papa Francisco, na encíclica ‘Fratelli tutti’, que sinaliza que a fraternidade e a amizade social são os caminhos para construir um mundo melhor”, disse.

Desde o início do advento, uma campanha para a arrecadação de itens de alimentação, que visava proporcionar uma ceia digna aos mais necessitados, recolheu centenas de frangos e panetones graças à generosidade de muitos, sendo suficiente para atender as famílias já assistidas, ajudar paróquias vizinhas e outras entidades filantrópicas do território paroquial.

Presépio

Um dos momentos mais esperados é a inauguração do presépio, que acontece no momento de Ação de Graças, da noite de Natal, Dom Luiz conduz a imagem do Menino Jesus até o já tradicional presépio artístico, abençoando e abrindo a visitação.

O presépio da Catedral Sagrada Família é idealizado pelo pároco, Sandro Ely Oliveira e ganha a cada ano uma nova roupagem e novos elementos, é uma verdadeira obra de arte.

Feliz Natal

Impossibilitados de abraçar os presentes, mas desejosos de felicitar a todos, Dom Luiz, o pároco Sandro Ely e o Vigário Paroquial Rodrigo A. da Silva distribuíram pessoalmente cartões com mensagem natalina. O Bispo encerrou a missa rogando as bênçãos de Deus e desejando um Natal de luz, alegria e solidariedade.

 

1
2
4
3
5
6
7
8
9
10