fbpx

Posses de padres em paróquias da forania Campo Limpo e Taboão da Serra marcaram mês de outubro

Redação | Sexta, 06 Novembro 2020 16:03
Posses de padres em paróquias da forania Campo Limpo e Taboão da Serra marcaram mês de outubro Marcus Simi | Luis Carlos Silva | Erica Viana

Após o anúncio das transferências e nomeações feitas no começo de outubro, Dom Luiz Antônio Guedes, empossou e apresentou três padres em paróquias das foranias Campo Limpo e Taboão da Serra com belíssimas celebrações. A paróquia Santa Cruz, forania Campo Limpo, foi quem primeiro acolheu o novo pároco, o padre Alessandro Masoletto, no dia 16 de outubro.  

A comunidade católica, em nenhuma das posses pôde lotar a igreja por medidas de segurança e para cumprir os protocolos para evitar a propagação do novo coronavirus, todas as celebrações foram também, transmitidas online através das redes sociais.

Nas celebrações das posses Dom Luiz ponderou sobre o papel do padre: “A Igreja tem um pastor que permanece sempre e este pastor é Nosso Senhor Jesus Cristo. Foi Ele quem nos resgatou, derramando seu sangue, pelo qual fomos perdoados e reunidos em um povo. O padre deve exercer o seu pastoreio na proposta de vida de Jesus, não pregando ou fazendo qualquer coisa, mas, vivendo a fé que primeiro recebeu no batismo e que assumiu através do seu ministério”.

Na primeira celebração das posses do final de semana, que foi também uma despedida do até então pároco da Santa Cruz, o padre Esmeraldo Diniz da Silva, participaram coordenadores de pastorais e movimentos e representantes das comunidades, além de outros padres da forania e padres amigos.

O rito de posse é sempre cheio de momentos com grandes significados, uma verdadeira catequese. Em todos os dias, diante dos fiéis, os três padres empossados renovaram as promessas sacerdotais, fizeram a profissão de fé pública e o juramento de fidelidade, sempre nesta ordem. Em seguida, no rito de posse propriamente dito, eles receberam a estola roxa, usada nas confissões, livros de tombos, as chaves da igreja e do sacrário e a Evageliario, símbolos que marcam o trabalho pastoral dos padres nas paróquias e comunidades.

Falando um pouco da sua experiência, de nove anos, estava à frente da Paróquia Santa Ana e São Joaquim, e animado com o novo desafio, padre Alessandro deseja se debruçar sobre a história da paróquia e agregar com sua experiência de 18 anos no intuito de evangelizar com palavras, mas também ações: “Os arredores da paróquia, em grande expansão em número de pessoas, com os novos condomínios construídos nas proximidades, precisa ser evangelizado. Vou me debruçar e me empenhar para que através do mistério da cruz, eu possa discernir as ações, que não são só pastorais, mas de vida e ministério para atender bem a todo o povo que me foi confiado”.

No dia seguinte, (17/10), memória se Santo Inácio de Loiola, foi à vez da paróquia Santa Ana e São Joaquim, forania Taboão, receber seu novo pároco, o padre Weliton Angelino da Silva. Em uma celebração muito animada, a comunidade recebeu de braços abertos seu novo pastor. Que expressou igualmente com muita alegria sua gratidão pela acolhida.

 “A paróquia Sagrado Coração de Jesus foi e é o primeiro amor da minha vida sacerdotal, levo grandes e ótimas lembranças, muita experiência e maturidade. Depois de um tempo a gente sempre acha que vai esgotando a criatividade, então é hora de uma nova experiência. Para a Santa Ana eu levo toda a experiência e pretendo não repetir os erros dos meus primeiros anos de sacerdócio, espero fazer uma história bonita lá. Mudar é difícil, mas o padre diocesano tem na comunidade a sua família, é doído, mas a gente vai feliz, com a sensação de dever cumprido e um lugar e novas metas para a nova experiência”, disse o padre Weliton emocionado.

No domingo, dia 18, 29º Domingo do Tempo Comum, a forania Taboão da Serra, recebeu o padre Esmeraldo, na Paróquia Sagrado Coração, que, muito emocionado em seu discurso de agradecimento, prometeu dedicação e pediu a colaboração da comunidade.

Padre Esmeraldo, ficou seis anos e meio na Paróquia Santa Cruz e assumiu como pároco bastante esperançoso nesta nova etapa. “Hoje rememoro todas as lembranças deste tempo vivido na paróquia Santa Cruz e sendo o Dia Mundial das Missões assumo mais uma vez o meu papel de batizado, trazendo alegria e desejo de levar a experiência no Nosso Senhor Jesus Cristo. Contando com a intercessão de Santa Margarida Maria Alacoque quero caminhar com este povo que me acolheu de braços abertos”.

As transferências sacerdotais são previstas pelo Código de Direito Canônico da Igreja Católica e estas mudanças ocorreram atendendo as necessidades da diocese.  Os padres empossados avaliaram com serenidade as mudanças e prometeram continuar unidos com a Santa Igreja pelo bem-comum: o Cristo Senhor.

Posses---Santa-Cruz---161020-19
Posses---Santa-Cruz---161020-16
Posses---Santa-Cruz---161020-13
Posses---Sao-Joaquim-Santa-ana---171020-12
Posses---Sao-Joaquim-Santa-ana---171020-6
Posses---Sagrado-Coracao-de-Jesus---181020-25
Posses---Sagrado-Coracao-de-Jesus---181020-23
Posses---Sagrado-Coracao-de-Jesus---181020-3