fbpx

15 anos: Comunidade Católica Famílias Novas do Imaculado Coração de Maria

Comunidade Famílias Novas | Quarta, 06 Outubro 2021 15:32
15 anos: Comunidade Católica Famílias Novas do Imaculado Coração de Maria Arquivo pessoal

A comunidade Famílias Novas foi fundada em 2006 pelo casal Benedicto Carlos Cavalcanti Ferreira Gattolini e Maria Leonor de Azevedo Pires Barreto Fonseca Cavalcanti Ferreira Gattolini, após uma forte história de perdão e renovação. Com profundo ardor missionário, grande entusiasmo e aquiescência e participação ativa dos 5 filhos, o carisma FN foi sendo transmitido. O nosso carisma busca a efetivação da Igreja em cada lar, a partir da criança, do jovem ou do adulto. A partir disso, uma voz interior vai soprando e erguendo muita gente: "Ei, volta para tua casa para ser santo e salva a tua família: ide, pois, em cada lar e edificai a minha Igreja!"

Pela via da oração piedosa, cada membro vai se capacitando ao amor, e através das pequenas coisas do dia a dia, vai criando um mundo diferente, em que há um florescimento encantador nas casas por onde se estende a missão, bem como na forte vida fraterna dos membros, que efetivamente se ajudam, se apóiam e caminham juntos  em regime de aliança,  tocando muita gente, inclusive amigos que observam um pouco mais de longe a caminhada da comunidade. É o que testemunham muitos sacerdotes, casais da pastoral familiar, membros de outras comunidades e movimentos da Igreja, e, principalmente, diversos Bispos que lhes prestam amplo apoio e incentivo, inclusive na missa de 15 anos, celebrada na Catedral da Sé (a que melhor comportava os membros), na qual a Comunidade recebeu expresso e entusiasmado elogio do Cardeal de São Paulo, Dom Odilo Pedro Sherer, e do presidente do regional Sul-1 da CNBB, Dom Pedro Luiz Stringhini.

A espiritualidade mariana é uma forte característica da comunidade, que se completa com a adesão aos carismas e louvores de forma serena e profunda. A santidade de vida é o foco da nossa espiritualidade, sendo uma busca conscientemente perseguida pela pequena via de Santa Teresinha (co-padroeira da comunidade), estimulada pelos passos que vão os impulsionando às moradas da alma de Santa Tereza D'Ávila.

O estudo e a formação sólida é marca da comunidade, e hoje, após 15 anos, diversos membros se capacitaram ao ensino nas mais diversas áreas (doutrina, dogmática, apologética, história da igreja, etc.), além de contarem com boa assessoria eclesiástica e professores com notório saber, que sempre se fazem presentes em seus tradicionais Fóruns.

Dom Emilio Pignoli foi o Bispo que acompanhou carinhosamente a comunidade desde o início é que concedeu a aprovação eclesiástica, sendo, até hoje,  um grande conselheiro, participando ativamente da vida da comunidade, desde acampamentos (uma das atividades mais belas da comunidade, onde Narnia parece existir), retiros, convivências, confraternizações, domus (as reuniões quinzenais dos pequenos grupos), formações, até mesmo de viagens com os fundadores e membros, dentro e fora do Brasil. Portanto, é a Diocese de Campo Limpo a diocese mãe da comunidade (onde fica a sede canônica, no início na residência dos fundadores), e Dom Luiz Antonio Guedes convalidou a aprovação diocesana e igualmente apóia, incentiva e se fez presente em diversos eventos da comunidade, sempre recebendo os fundadores para acompanhar os passos que vão sendo dados.

Presentes em diversas Dioceses de São Paulo (praticamente em todo SP1 e SP2), a comunidade vem se expandindo, e hoje se encontra enraizada na Arquidiocese do Rio de Janeiro, Diocese de Anápolis (Goiás), está iniciando os primeiros passos na Arquidiocese de Brasília, sendo chamada por várias Dioceses, em um processo amplo de expansão do carisma que conta com centenas de missionários (entre jovens e adultos).

Na Diocese de Mogi das Cruzes a comunidade possui grande sede social onde acontecem vários eventos. E nas dioceses em que a comunidade se instalou, há, normalmente, repúblicas missionárias masculinas e femininas, além das casas das famílias missionárias, onde costumam acontecer domus, que igualmente ocorrem em várias paróquias. As confraternizações mensais, convivências e acampamentos ocorrem em diversos sítios alugados para estes fins; e as vigílias mensais, dedicadas ao Imaculado Coração de Maria, ocorrem em diversas paróquias simultaneamente, com a participação de dezenas de sacerdotes.

Participam da comunidade mais de dois mil pessoas diretamente, e através das mídias e plataformas eletrônicas (o apostolado virtual) diversas outras pessoas são atingidas, tendo seus fundadores assumido compromisso público de serviço e missão à Igreja, por ocasião da 1ª. peregrinação das Famílias do Brasil promovida pela CNBB ao Santuário Nacional de Aparecida, quando deram  testemunho no início da missa, em pleno presbitério,  para milhares de pessoas, e em cadeia de rádio e TV católicas, cravando no solo de Aparecida a filiação incondicional da comunidade à Virgem Maria,  na certeza de que por ELA vão a ELE.

Por fim, a comunidade, sempre em comunhão com a Igreja, chegou a receber o solidéu do Papa Francisco usado na JMJ do Panamá, pelas mãos do Cardeal de São Paulo, Dom Odilo Pedro Sherer. Em todas as vigílias e retiros, o solidéu vai circulando, e a comunidade, com amor filial e fé, rezando sempre pelo Papa, se coloca em missão, como faxineiros nos fundos da Igreja (expressão muito utilizada pelos fundadores) para servir, orar e sorrir, lutando pelo Reino de Deus a partir da família (as de hoje e as de amanhã), sempre comprometidos com a verdade, a ser transmitida com amor e paz.

Para melhor conhecer a comunidade, recomendamos o site: www.familiasnovas.com.br, e as redes sociais da comunidade, através do Facebook, Instagram e canal no Youtube.